Dedetização Cupins Porto Alegre

Dedetização Cupins Porto Alegre

Dedetização Cupins Porto Alegre 24 Horas

Conte com a Empresa Líder Desde 1980 – Construsul Dedetizadora Porto Alegre, Dedetização Cupins Porto Alegre Zona Sul, Dedetização Cupins Porto Alegre Zona Norte, Dedetização Cupins Porto Alegre 24 Horas.

Central de Chamado: 3094.2083 – Email: construsulportoalegre@hotmail.com


Dedetização Porto Alegre


Dedetização Cupins Porto Alegre – 24 Horas

Construsul Dedetizadora Porto Alegre

Dedetização Cupins Porto Alegre – O cupim é uma praga silenciosa que se caracteriza pela organização e ação solidária dentro das colônias. O cupim chega de mansinho em sua época de acasalamento (a revoada) para formar colônias. Nem sempre é percebido pelos donos do ambiente e a sua destruição demora anos para se desenvolver. Por isso é chamado de praga silenciosa.

Há mais de 2.800 espécies de cupins catalogadas no mundo. Já no Brasil existem em torno de 350 cupins. O cupim equilibra o ecossistema, pois forma pequenos canais na terra, permitindo a drenagem e aeração dos solos. Isso ajuda na estruturação e fecundidade da superfície. O cupim ajuda também no processo natural de reciclagem.

O problema acontece quando o cupim invade ambientes internos de residências e empresas, causando prejuízos e afetando a saúde das pessoas. Os insetos não transmitem doenças diretamente, mas podem aumentar transtornos alérgicos e respiratórios em pessoas sensíveis.

Estima-se que os cupins causam bilhões de prejuízos por ano no mundo todo. Os insetos procuram seus nutrientes em materiais que contém celulose como madeira, papel, roupa e produtos de origem animal como couro, excrementos, entre outros.

O cupim não é capaz de digerir celulose, por isso, recebe ajuda de microrganismos como protozoários, fungos e bactérias que se alojam no interior de seu intestino.

O nome da colônia do cupim é o cupinzeiro. A estrutura abriga diversos níveis de indivíduos como operários, soldados, reprodutores, rei e rainha. Para começo do desenvolvimento da colônia, o rei e a rainha se alimentam de seus próprios ovos. Os operários também se alimentam de cupins enfermos ou feridos, possuindo hábitos de canibalismo.


Empresa de Dedetização Cupins Porto Alegre 

Construsul Dedetizadora Porto Alegre

Biologia do Cupim

Cupim Arbóreo

Dedetização Cupins Porto Alegre – O cupim arbóreo é um grande problema para o reflorestamento e para o cultivo do eucalipto, pois a intervenção do ser humano diminui as fontes naturais de alimento. Por conta deste fato, este inseto também passou a atacar áreas urbanas. Cidades históricas em Minas Gerais, por exemplo, já sofreram com a infestação em seus monumentos históricos.

Seu habitat mais frequente são áreas rodeada de matas, caatingas e cerrados. Se infestam ambientes internos, seu ninho pode ser encontrado fora, em árvores por exemplo, que se encontram próximas.

Tamanho: Crescem até 1,9 cm podendo chegar a 2,5 cm com as asas
Cor: marrom
Asas: Sim, do mesmo tamanho e forma
Pernas: 6
Nome popular: Cupim arbóreo
Antena: 2 retas
Filo: Arthropoda
Reino: Animalia
Ordem: Isoptera
Classe: Insecta
Espécie: Nasutitermes corniger
Família: Termitidae

DIETA: Os cupins arbóreos se nutrem de madeira em geral localizada em árvores, estruturas internas de residências e empresas e objetos que contenham celulose em sua composição.

HABITAT: Os insetos criam suas colônias em cima das árvores, possuem tamanho grande e coloração negra. Os cupins desta espécie podem ser encontrados também em estruturas de madeira, paredes e postes.

IMPACTO: Os cupins arbóreos podem atacar estruturas de madeira de casas e as árvores que servem de apoio para a colônia.

PREVENÇÃO: Utilização de madeira tratada, retirada de entulhos com madeira, planejar a poda da árvore para não deixar ferimentos, além de retirar árvores mortas e em decomposição do local.

Cupim Subterrâneo

Dedetização Cupins Porto Alegre – Os cupins subterrâneos constroem suas colônias preferencialmente no solo, em local subterrâneo, pois dependem da umidade para se desenvolver. A população das colônias do cupim subterrâneo é enorme, podendo até chegar a milhões de indivíduos.

Pesquisas feitas nos Estados Unidos da América registraram colônias maduras de cupins subterrâneos do gênero Coptotermes spp. realizando consumo médio diário de 300 gramas de material celulósico.

As condições ideais destes espaços são favoráveis ao seu desenvolvimento e infestação, como, escuridão, má ventilação, inviolabilidade e temperatura. Os locais em que são formados os ninhos são de difícil acesso, dificultando o combate.

Tamanho: 0,32 a 2,54 cm
Cor: marrom claro
Formato: longo, estreito, oval
Asas: Sim, do mesmo tamanho e forma
Pernas: 6
Nome popular: Cupim subterrâneo
Antena: 2 retas
Filo: Arthropoda
Reino: Animalia
Ordem: Isoptera
Classe: Insecta
Espécie: Coptotermes gestroi
Família: Termitidae

DIETA: Madeira em geral em árvores, estruturas internas de residências e empresas e objetos que contenham celulose.

HABITAT: Criam suas colônias em cima das árvores, possuem tamanho grande e coloração negra. Podem ser encontrados também em estruturas de madeira, paredes e postes.

IMPACTO: Podem atacar estruturas de madeira de casas e as árvores que servem de apoio para a colônia.

PREVENÇÃO: Utilização de madeira tratada, retirada de entulhos com madeira, planejar a poda da árvore para não deixar ferimentos, além de retirar árvores mortas e em decomposição do local.

Cupim de Madeira Seca

Dedetização Cupins Porto Alegre – É a principal espécie de cupim no meio urbano e intradomiciliar. Prefere infestar objetos e estruturas de madeira que tenham a umidade baixa (inferior a 30%). Ataca principalmente móveis e componentes de edificações como rodapés, portas e portais, telhados, janelas e pode chegar a destruir até outros objetos como livros e papéis.

As colônias dos cupins de madeira seca, por seu tamanho reduzido, são capazes de viver até em pequenos objetos, o que facilita o transporte e a introdução desses insetos em regiões distantes do local de origem. Os cupins de madeira seca precisam evitar a perda de água já que vivem em baixa umidade, para isso produzem as bolotas fecais secas, que são expelidas periodicamente da peça infestada.

Tamanho: até 1,25 cm
Cor: marrom claro
Formato: corpo cilíndrico e pernas curtas
Asas: Sim, sendo as asas 0,6 cm maiores que seus corpos
Pernas: 6
Nome popular: Cupim de madeira seca
Antena: 2 retas
Filo: Arthropoda
Reino: Animalia
Ordem: Blattodea
Classe: Insecta
Espécie: Cryptotermes brevis
Família: Kalotermitidae

DIETA: Celulose proveniente de mobiliários e estruturas que tenham um nível baixo de umidade.

HABITAT: O tamanho das colônias é proporcional ao objeto afetado. Normalmente são pequenas, possuindo cerca de 100 a 300 indivíduos e em 15 anos podem chegar a ter até 3000.

IMPACTO: Destrói grandes monumentos históricos como peças de igrejas antigas e museus. O desenvolvimento acontece de forma lenta, de modo que os prejuízos só começam a ser observados após cerca de 3 anos.

PREVENÇÃO: Não estocar caixas de madeira ou papelão, inspecionar e vedar buracos e frestas, utilização de madeira tratada durante a construção.


Serviço de Dedetização Cupins Porto Alegre 

Construsul Dedetizadora Porto Alegre

Ciclo de Vida dos Cupins

Dedetização Cupins Porto Alegre – O ciclo de vida dos cupins é iniciado a partir de um par formado durante a época das revoadas. A partir daí o casal procura um local adequado para a formação de uma nova colônia, como rachaduras de paredes ou espaços em peças de madeira. Quando encontrado o espaço, inicia-se a escavação e a construção de um espaço destinado a ser a “câmara nupcial”.

Após a cópula o corpo da rainha transforma-se a ponto de ter um abdômen exageradamente grande, esse fenômeno recebe o nome de fisogastria. Quando há a colocação dos primeiros ovos o desenvolvimento pode durar de 24 à 90 dias, variando de acordo com a espécie. Os cupins são seres paurometábolos, ou seja, seu desenvolvimento acontece de forma interrompida.

Os primeiros jovens que saem ainda estão em formação, e ainda irão desenvolver-se através dos processos de ecdise, quando um artrópode se livra do seu exoesqueleto. Entre duas ecdises ocorre o processo conhecido como ínstar, e é nessa fase que o jovem cupim desenvolve-se para ninfa, tendo a presença de olhos e brotos alares.

O Perigo dos Cupins

Dedetização Cupins Porto Alegre – Também conhecidos como térmitas, formigas brancas, siriris ou aleluias, os cupins são insetos pertencentes à ordem Isoptera. Esses pequenos animais alimentam-se através da reciclagem de material orgânico composto de celulose. Os cupins parecem animais inofensivos e pouco prejudiciais, porém, seu poder de destruição é capaz de devastar a estrutura de uma casa inteira.

As principais espécies de cupins presentes no meio urbano são as dos cupins subterrâneos e de madeira seca, e ambas são prejudiciais às construções e algumas pessoas. Enquanto os cupins subterrâneos costumam se instalar em locais escuros e úmidos de um imóvel, os cupins de madeira seca formam colônias com alguns indivíduos na própria peça de madeira com baixo grau de umidade.

O perigo dos cupins é em sua maioria relacionado à destruição física de objetos e estruturas. Caso não seja realizado um controle o quanto antes, e os insetos sejam removidos, a sua estadia pode durar até 15 anos num mesmo local. A capacidade de instalação desses bichos é incrível, pois qualquer tipo de fresta ou buraco pode acabar tornando-se um novo ninho.

E uma vez que é estabelecido o local do cupinzeiro, os insetos saem em busca de alimentos por meio dos túneis que são construídos pelos próprios operários no chão, paredes, pisos, entre outros. Há casos onde esses túneis são capazes de chegar até 50 metros a ponto de causar destruição nas estruturas e originar até desabamentos em imóveis.

Infestação de Cupins – Fuja dos Perigos Oferecidos por essas Pragas

Dedetização Cupins Porto Alegre – Numa colônia de cupins é possível que uma rainha coloque em torno de 4 mil ovos por dia, e ainda que esses animais não mordam ou transmitam doenças, a sua capacidade destrutiva pode acabar com estruturas inteiras de imóveis.

A base da alimentação dos cupins é a celulose, material encontrado em livros, papéis de parede, tecidos e mobília, e dependendo da espécie, uma colônia pode durar até mais de 10 anos num mesmo local.

É extremamente importante identificar a origem dos cupins e eliminá-los o quanto antes para evitar prejuízos financeiros causados pela sua presença. Para que o controle seja feito de forma eficaz é preciso contratar um serviço profissional que identifique a espécie do cupim e suas possíveis colônias.


Perguntas e Respostas sobre os Cupins

Construsul Dedetizadora Porto Alegre

Os cupins se acasalam?

Sim

O acasalamento de cupim é somente pelas mesmas espécies?

O acasalamento sempre ocorre entre as mesmas espécies.

Quantos ovos um cupim gera?

Uma colônia madura de cupim subterrâneo, com uma rainha com cerca de 3 a 4 anos de existência, pode colocar algo em torno de 4 a 5 mil ovos por dia.

Qual o tempo para a reprodução dos ovos de cupins?

Este período pode variar de acordo com cada espécie de cupim, não temos uma média.

Qual o tempo de vida de um cupim?

Este período varia de acordo com cada casta de uma colônia e a espécie.

Como os cupins conseguem perfurar a madeira?

Eles desgastam a madeira, papel, papelão e outros materiais constituídos de celulose e ingerem utilizando como alimento.

Quais os tipos de madeiras que os cupins atacam?

O alburno ou brancal de qualquer madeira podem ser atacados por cupins, porém o cerne de algumas espécies de madeira oferecem resistência natural e não são atacados.

De onde vem os cupins?

Em áreas urbanas podemos ter cupins de solo (subterrâneo), cupins arborícola (dependendo da região) e cupins de madeira seca.

O cupim ataca também outros materiais além da madeira?

Ele consome materiais a base de celulose que é a base de sua alimentação, porém os cupins subterrâneos podem desgastar diversos materiais para conseguir passagem e se deslocar nas estruturas. Exemplo uma rachadura na parede, onde muitas pessoas acham que é um cupim que come concreto, isso não é verdade, o cupim só se alimenta de materiais a base de celulose.

O querosene mata os cupins?

O querosene não possui ação inseticida, ele funciona apenas como solvente para aplicação de cupinicidas. Mas os cupins são muito sensíveis fora de suas colônias e podem morrer até com a exposição a luz do sol.

Existe processos caseiros para eliminar cupins?

Não, existem apenas alguns cupinicidas de venda livre que podem ser utilizados para controle de cupins de madeira seca, no caso do controle de cupins subterrâneos ou arborícola o processo deve ser feito de forma profissional. O importante é sempre o proprietário do imóvel realizar vistorias periódicas a procura de sinais de infestação por cupins.

Qual inseto ou animal que se alimentam de cupins?

Tamanduas e formigas se alimentam de cupins.

Quanto tempo vivem os cupins?

O tempo de vida de uma colônia de cupins varia de acordo com cada espécie, para cupins subterrâneo o tempo de vida de uma colônia pode passar dos 10 anos.

Os cupins vivem em sociedade? Se sim qual a ordem?

Sim, são animais sociais. Uma colônia é composta por Rainha, Rei, Ninfas (siriris), Operários e Soldados.

Os cupins que atacam madeiras são da mesma espécie?

São de várias espécies como os cupins de solo que é o mais conhecido, o cupim de madeira seca e cupins que formam suas colônias no topo das árvores (arborícola).

O cupim no frio não ataca a madeira?

O ataque pode se dar em qualquer época do ano, o que ocorre mais no verão é a revoada ou vôo de acasalamento.

O cupim ataca também cimento ou concreto?

Os cupins subterrâneos podem desgastar concretos mais fracos para conseguir passagem através de uma rachadura, mas somente consome materiais a base de celulose.

O cupim voa?

As ninfas (siriris) voam para se reproduzir.

Existe alguma forma de se precaver contra os cupins?

Apenas com tratamentos preventivos das estruturas e vistorias periódicas em áreas que o proprietário do imóvel tenha desconfiança.

Siriri ou aleluia são cupins?

Sim, são as ninfas de reprodução de uma colônia.

Pode uma infestação de cupins abalar uma estrutura de uma edificação?

Não, apenas os madeiramentos de telhados podem ser abalados dependendo do ataque, um exemplo são casas antigas que o forro era feito de estuque (estrutura de madeira e cimento para fazer forro no teto dos prédios).

Os cupins são transmissores de doenças ao homem ou animal?

Não

Como identificar a presença de cupins?

Vistoriando os materiais com aspecto de oco ou quando ao toque fura facilmente e a presença de fezes (conhecida como pozinho).

Existe algum produto que posso usar nos móveis para prevenir os cupins?

Existem produtos de uso profissional e de venda livre, onde os móveis, batentes de portas e outros objetos de madeira podem ser encharcado com o produto cupinicida através de pincelamento ou pulverização.

Uma dedetização (DESCUPINIZAÇÃO) de cupins é somente nas áreas infestadas ou também em outras áreas do ambiente para prevenção?

Pode-se fazer uma descupinização de forma curativa para áreas já infestadas e de forma preventiva para locais ainda não infestados.

Como funciona o tratamento por barreira química?

O tratamento de barreira química se da através da injeção de calda cupinicida no solo ao redor de uma edificação, desta forma criando uma barreira que impede a chegada dos cupins na estrutura construtiva.

A dedetização (DESCUPINIZAÇÃO) de cupins se faz por pulverização?, quais os procedimentos feitos por empresas especializadas para combater os cupins?

O controle de cupins pode ser realizado através de pulverizações, pincelamento ou injeção de calda cupinicida na madeira, polvilhamento em caixas energizadas ou conduites e injeção no solo, ou através de colocação de iscas.

Numa descupinização feita em casa os moradores devem sair do ambiente? Se sim por quanto tempo?

Sim, pelo período mínimo de 24 horas ou a critério médico quando o sistema de tratamento for o convencional, no caso de colocação de iscas não é necessário sair do local.

Um ambiente dedetizado (DESCUPINIZAÇÃO) contra cupins pode ser limpo normalmente apos sua aplicação?

Sim, mas a pessoa sempre deve utilizar luvas de PVC, calça e blusa de manga comprida e sempre deve estar calçada com bota, ou tênis, nunca descalça ou de chinelo aberto.

Um ambiente dedetizado (DESCUPINIZAÇÃO) contra cupim exala cheiro?

Sim. No caso do tratamento convencional com a utilização de calda cupinicida.

Há riscos a saúde do homem ou animal ao contato com o inseticida utilizado num ambiente contra cupins?

Se houver contato com a calda cupinicida pode ocorrer um processo de intoxicação.

Há perigo para animais como: cachorro e gato quando feito uma descupinização? E para as plantas?

No tratamento com calda cupinicida os animais devem ser retirados do local. Não há problemas para as plantas, somente quando a base do cupinicida é com solvente, dessa forma pode se tornar fitotóxica quando cair sobre as plantas.

Os cupins mordem?

Não, no caso dos soldados de cupins subterrâneos eles podem pinçar os dedos ou outra parte do corpo que tenham contato com eles, poderem este processo é indolor.

Porque cresceu tanto o número de cupins em áreas urbanas?

Devido ao grande aumento de construções com utilização de madeiras e a derrubada de áreas nativas e com isso a eliminação de predadores naturais e materiais a base de celulose que são descartados de forma incorreta e muitas vezes esse material é utilizado com aterro da obra e no futuro será alimento para as novas colônias de cupins, isso porque, os cupins têm o comportamento de realizarem revoadas para se reproduzirem, dessa forma eles podem criar colônias em qualquer lugar.

Qual a importância do cupim para o ecossistemas?

Em um ecossistema natural os cupins possuem grande importância ecológica, pois auxiliam na decomposição de matéria orgânica.

Qual a diferença do cupim subterrâneo para o cupim de madeira?

As espécies de cupins subterrâneo possuem colônia com milhares de indivíduos e costumam se instalar no solo ou em locais úmidos e escuros de uma edificação, tais como caixões perdidos, forros, vãos de escadas, marquises, e outras estruturas. Os cupins de madeira seca formam colônias com algumas centenas de indivíduos e na própria peça de madeira com baixo grau de umidade.

Os cupins atacam os jardins?

Existem espécies que podem atacar gramas, arbustos e árvores de jardins.

Os cupins atacam a lavoura?

Existem espécies que podem atacar plantações, ou formar ninhos que dificultam a mecanização agrícola conhecidos comumente por (murundus).

Os cupins são brocas?

Não, as Brocas são insetos pertencentes a outro grupo. Esses insetos são da família Anobiidae, Lyctidae e Cerambycidae essas são as principais brocas que atacam a madeira seca.

O que é termiteira?

Termiteiras é o mesmo que ninho de cupins. Com exceção do Brasil, os cupins são conhecidos em outros paises como térmites e suas colônias Termiteiras.


Método de Controle Dedetização de Cupins

Controle de Cupins Porto Alegre

Métodos de Controle: O leitor percebeu que, até agora, foram colocados os principais modos e formas de vida dos cupins. Como se alimentam e como habitam. Foram destacados também os pontos que afetam a vida humana, ou seja, como o cupim é como uma praga urbana.

Mas como controlar as infestações indesejadas? Como conter o crescimento e eliminar a colônia dos cupins? Para tanto, quase sempre, existem dois métodos para se controlar: controle químico ou controle não químico.

Controle de cupins de madeira seca: Esses tipos de cupins ocorrem em peças isoladas. Tendo isso em mente, algumas medidas podem ser adotadas para prevenir a infestação. Uma delas é evitar a entrada de indivíduos alados dentro de casa. Isso se faz com o uso de telas em janelas.

Armadilhas também são bastante recomendadas. Vale ressaltar que o uso de madeiras com resistência natural a cupins (peroba, ipê, maçaranduba e aroeira) bem como uso de madeiras pré-tratadas com processos industriais evitam a infestação por cupins. E quando o material do leitor já esta infestado?

Uma saída para infestações moderadas é o uso de produtos químicos. A infestação moderada é caracterizada pela presença de perfurações circulares por toda extensão da peça. Através destas perfurações é eliminado um pó granuloso, que são as fezes dos cupins. Dois métodos químicos são bem eficientes: o expurgo e a impregnação.

O expurgo consiste na aplicação de gases tóxicos que adentram na peça. Estes gases são suficientes para matar os cupins e não deixam resíduos, ou seja, sua ação não é duradoura. Para tanto são construídas câmaras onde o gás é aplicado e a essas câmaras chamam-se câmaras de expurgo.

O gás mais utilizado é o fosfeto de alumínio. Maior cuidado deve ser tomado com o fosfeto de alumínio, também chamado de fosfina, pois é explosivo. Vale dizer que no Brasil essa técnica não licenciada. Outro método químico é a impregnação com produtos químicos sintéticos. Esta pode ser tanto de maneira superficial quanto por tratamento interno.

O tratamento superficial também pode ser preventivo e é feito por meio de pulverização ou pincelamento de inseticida no material. A imersão também é uma medida eficiente, sendo três minutos de imersão suficientes para o tratamento devido. Já o tratamento interno é aquele no qual injeções periódicas de produtos químicos inseticidas são realizadas dentro do material.

Primeiro devem-se fazer furos com brocas ou aproveitar os orifícios dos cupins. Após isso, o produto químico é injetado. Alternativamente ao uso de produtos químicos há tratamento térmico (elevação da temperatura a cerca de 66ºC, que mata os cupins) ou tratamento elétrico (descarga de choques elétricos na peça alvo).

Controle de cupins subterrâneos: O que fazer quando o ninho de cupins é subterrâneo e está dentro de casa? Calma, leitor. Não se desespere. Para tudo há saída. O grande destaque é para alguns métodos também são preventivos. Grande parte desses métodos preventivos pode ser feito nos momentos antes da construção da residência.

Desde remover todas as raízes e tocos de árvores, restos de madeira ou material celulósico até planejar a casa de modo a evitar pontos de umidade que favoreçam o aparecimento de cupins. Os métodos preventivos são mais baratos e menos danosos ao meio ambiente. O monitoramento da área em questão é muito importante e barreiras químicas podem ser feitas nas bases das estruturas como paredes e pilares.

Assim, quando o cupim tentar subir, será barrado pelo inseticida e não nidificará. E se já houver infestação? As medidas curativas entram em jogo. Uma delas é simples: remover o ninho sempre que for possível. As madeiras do local da infestação podem ser tratadas com produtos químicos. Outro tratamento muito utilizado é a barreira química curativa.

Esse tratamento nada mais é do que a perfuração das paredes até atingir o solo e em seqüência fazer a aplicação de produtos químicos nestes furos. Com esse procedimento é realizada uma barreira química, contínua no solo, que deverá evitar o acesso dos cupins à edificação. A vantagem é que o tratamento é imediato e possui efeito residual.

As desvantagens são que há o risco de contaminação ao meio ambiente, a barreira não previne contra infestações aéreas, a colônia nunca á totalmente eliminada e, ainda que com resíduos, o produto químico tem um tempo determinado para degradação. O uso de iscas é outra medida curativa. Em geral, as iscas são componentes celulósicos com substância ativa com ação inseticida.

A isca atrai os operários, que levam o produto a toda a colônia. Lembrando-se da trofalaxia. Assim, uma característica essencial para a substância da isca é que ela não se degrade até que toda a colônia tenha comido o veneno. Então, a vantagem é que toda colônia pode ser eliminada, além de não haver danos ao meio ambiente. As desvantagens são que as iscas não têm efeito imediato, mas demoram certo tempo, além de não possuírem nenhum efeito residual.

Quando há infestação por cupins em gramado, uma tática boa é a constante renovação do gramado. Caso o ninho esteja visível ou em montículos, destrua-o. Em não surtindo efeito, o controle químico também é eficiente. Aplicam-se inseticidas nos olheiros, que estão em contato direto com a colônia. Muitas vezes o acesso à colônia é difícil, pois é subterrâneo.

Controle de cupins arborícolas: O melhor a fazer se houver uma infestação por ninhos arborícolas é localizar e retirar mecanicamente o ninho. Alguns casos requerem aplicação de inseticida, provavelmente porque os cupins já se disseminaram para outras regiões. Os ninhos compostos e a presença de várias rainhas em uma mesma colônia dificultam bastante o controle, ainda que não o inviabilizem.


Dedetização Porto Alegre

Dedetização Porto Alegre

Dedetização Porto Alegre


Construsul Dedetização Cupins Porto Alegre

Dedetização Cupins Porto Alegre

3094-2083 / 99802-4242

construsulportoalegre@hotmail.com


Dedetizadora Porto Alegre 24 Horas, Dedetizadora Porto Alegre Zona Sul, Dedetizadora Porto Alegre Zona Norte, Dedetização Porto Alegre 24 Horas, Dedetização Porto Alegre Zona Norte, Dedetização Porto Alegre Zona Sul, Dedetizadora 24 Horas, Dedetizadora Zona Sul, Dedetizadora Zona Norte, Dedetização 24 Horas, Dedetização Zona Norte, Dedetização Zona Sul, Dedetização Centro, Morcego, Barata de Esgoto, Barata Francesinha, Broca, Camundongo, Caramujo, Carrapato, Caruncho, Cupim de Solo, Cupim Madeira Seca, Escorpião, Formiga, Lacraia, Marimbondo, Morcego, Mosca de Banheiro, Mosca, Mosquito, Percevejo, Pombo, Pulga, Ratazana, Rato de Telhado, Traça, Dedetizadora Porto Alegre, Dedetização Porto Alegre, Desinsetizadora Porto Alegre, Desinsetização Porto Alegre, Desratizadora Porto Alegre, Desratização Porto Alegre, Descupinizadora Porto Alegre, Descupinização Porto Alegre


www.desentupimentoportoalegrezonanorte.com

www.desentupimentoportoalegrezonasul.com

Dedetização Cupins Porto Alegre